Planservice
Área Restrita English Português

Notícias - Gerenciamento de Projetos e Obras

Obra planejada, cliente satisfeito

14/04/2014

 O Diretor de Planejamento da Planservice Luiz Secco conta como a expertise para gerenciar a implantação dos mais variados empreendimentos garantem o cumprimento de prazos e custos, sem abrir mão da qualidade

As obras estão cada vez mais complexas e garantir uma execução eficiente e sem percalços tornou-se uma tarefa para especialistas no assunto. É este o papel da Planservice nas obras que gerencia: fazer com que sejam cumpridos os objetivos de custo, prazo e qualidade, atuando como um representante do cliente frente às construtoras. Para isso, conta com profissionais gabaritados em conhecimentos de normas, compreensão de projeto, interpretação das especificações e procedimentos de execução, além de lançar mão de ferramentas e técnicas, como softwares e modelos de planejamento consagrados. “A gente diz o que os fornecedores precisam fazer, no prazo que têm de fazer. Se a construtora não seguir isso, atrasa e, consequentemente, o custo aumenta”, afirma Luiz Secco, diretor de Planejamento da Planservice. Ele conta que, de início, algumas construtoras oferecem resistência, mas, com o tempo, tornam-se colaborativas. “Quando a construtora percebe que o resultado do nosso trabalho é um ganho pra ela também, para a resistência e começa o trabalho conjunto”, diz. 

De acordo com Secco, o problema mais comum em qualquer obra é que ninguém quer gastar muito para manter o prazo. Por isso, o primeiro passo para que tudo corra dentro do esperado é elaborar um cronograma eficiente, com prazos de execução viáveis e realistas. “Não é o cronograma que tem de seguir a obra, é a obra que tem de seguir o cronograma. E nosso intuito é organizar a casa para tentar finalizar tudo em um melhor prazo, de preferencia economizando dinheiro”, ressalta. 
Mas de nada adianta um cronograma bem feito se ele não conversar com o orçamento. “Quando a gente participa de um empreendimento que começa do zero, já montamos o projeto com um cronograma amarrado ao orçamento. Quando entramos no meio do processo, é mais complicado. Normalmente, o cronograma não fala com o orçamento, o orçamento não fala com as contratações. Você tem que trocar a roda do carro com o carro andando, mas a gente consegue ajustar”, diz Secco. 
 
Prevenir para não gastar
Independentemente do tamanho da obra, uma coisa é certa: quanto mais tempo se investe nas etapas de planejamento e projeto, menores os custos e os prazos de execução. Assim é possível reduzir desperdícios, evitar retrabalho e garantir a segurança nos canteiros de obra e, obviamente, aumentar a qualidade. O gerenciamento permite avaliar cada etapa de execução, a produtividade e o impacto no custo orçado, para que os gastos não saiam do controle. Afinal, imprevistos sempre encarecem a obra e, portanto, é fundamental preveni-los. “Nós ganhamos milhões e milhões para todos os clientes”, comemora Secco.  
E quando a obra acaba, o trabalho da Planservice continua. “Não adianta acabar a obra e não ter o Habite-se, não ter luz, não ter água. Tem de entregar tudo em ordem, do início ao fim: projeto, orçamento, cronograma, obra, parte legal. Nós monitoramos tudo, do planejamento inicial à entrega do empreendimento”, afirma. O resultado são clientes satisfeitos com obras de qualidade, custos esperados e prazos garantidos.

Artigos Relacionados

Assine a Newsletter

Se mantenha informado via e-mail, sobre os novos artigos da Planservice

Tags

#Gerenciamento #planejamento #planejamentodeobra #fiscalizacao #gestaodeprojetos #PMO #PMI #duedilligence #prazo #valoragregado #investimento #investimentos #investimentoimobiliario #fundosdeinvestimentos #investimentosimobiliarios #SucessoNoInvestimento #investimentoseguro #procurement #engenhariadecusto #controladoria #orcamentacaoecusto #licitacoesdeobra