Planservice
Área Restrita English Português

Notícias - BIM

Uso do BIM no Hospital Águas Claras

25/03/2018

A PLANSERVICE está conectada com as mais modernas tecnologias disponíveis no ramo da engenharia e da construção civil. Prova disso é que foi contratada para o Gerenciamento das Obras de um dos poucos empreendimentos hospitalares já realizados no Brasil, projetado através do sistema BIM, sigla para Building Information Modeling (em português, Modelagem de Informação da Construção), o Hospital Águas Claras, na cidade satélite homônima, em Brasília – DF.

O Hospital Águas Claras, propriedade da Rede Impar, contará com 265 leitos, sendo que, 69 destes destinados à UTI, 156 quartos de internação, 4 suítes VIPs e 18 enfermarias com 2 leitos em cada. Além disso, existirão 12 salas cirúrgicas e amplo Pronto Socorro adulto e pediátrico.

“A peculiaridade dos projetos hospitalares, onde a gama de instalações é enorme, com cruzamentos de diversas instalações de sistemas, como ar-condicionado, gases medicinais, instalações elétricas, chamada de enfermagem, telemedicina, hidráulicas, cabeamento estruturado, entre outras, requer um nível de detalhamento que só um projeto em BIM pode atender”, acredita Marcio Grossman, diretor de Obras e Infraestrutura da Rede Impar. “Além do mais, trata-se de uma tecnologia já adotada na Europa e Estados Unidos onde a qualidade do projeto reduz significativamente os prazos de execução de obras, o que para nossa empresa é fundamental.”

Os resultados certamente compensam. Os custos de projeto são cerca de 30% mais caros, porém são compensados pela redução do prazo de execução da obra. “Além disso, a precisão do quantitativo de materiais e serviços envolvidos facilita a equalização das propostas no caso de licitações, além de prevenir cobranças futuras de aditivos por divergência de quantitativos”, afirma Grossman.

Na visão de Grossman, o nível de maturidade atual da cadeia construtiva para aderir a ferramenta BIM, está longe do ideal. “Com a crise no setor, as empresas pararam de investir na modernidade do hardware necessário e no próprio software”, diz. Porém, segundo ele, isso só atrasou o processo, pois é uma tendência no Brasil e uma realidade em muitos países do mundo. “Para mim, é irreversível. O BIM está para o CAD assim como o CAD esteve para a prancheta. É só questão de tempo e profissionais que não estiverem aptos a utilizar essa ferramenta ficarão fora do mercado nos próximos anos”, conclui Grossman.

Os resultados práticos da utilização do BIM no Hospital Águas Claras só serão avaliados no decorrer dos próximos meses, mas a expectativa é grande. “Essa é nossa primeira experiência com o BIM, mas não tenho a menor dúvida de que seremos bem-sucedidos e, assim sendo, no futuro vislumbro que todos os nossos projetos serão desenvolvidos nesta plataforma. Nossa equipe já foi treinada, temos o hardware necessário e o software implantado. Como se diz, é terminar essa primeira obra e correr para o abraço”, comemora o diretor de Obras e Infraestrutura da Rede Impar.


Artigos Relacionados

Assine a Newsletter

Se mantenha informado via e-mail, sobre os novos artigos da Planservice

Tags

#3DBIM #BIM #Buildingmodelinginformation #projectdesign #Projetos #projetos3D #projetos4D